Persona

Saiba o que é persona e porque você precisa criar um para sua empresa

O planejamento é a linha mestra do trabalho do Marketing de Conteúdo. É com ele que você define as ações e os conteúdos que serão produzidos.

Mas não basta fazer textos ou postagem incríveis se as informações não atingem quem lhe interessa, ou seja, o seu persona.

Mas quem é o persona?

Diferente do público-alvo, que é muito abrangente, o persona é uma síntese do cliente ideal. Reúne características, hábitos, desejos, idade, história pessoal, motivações, sonhos, objetivos, desafios e preocupações.

É como se você criasse um personagem ou um avatar, para personificar quem é a pessoa que vai comprar seu produto ou serviço.
Conhecer o seu persona lhe dará ferramentas para impactar o dia a dia dele e oferecer o que realmente vai ajudá-lo a curar suas “dores”, ou seja, ajudá-lo a resolver seus problemas. O resultado é a conquista destes personas e depois uma possível conversão em vendas, além de sua fidelização.

Mas, antes de criar um conteúdo para o seu persona, é preciso conhecê-lo a fundo e, principalmente, saber onde encontrá-lo.

É o que vamos explicar agora.

Qual é a diferença entre persona e público-alvo?

Essa é uma dúvida recorrente, pois são conceitos parecidos. Na realidade um conceito não anula o outro, mas complementa.

De uma maneira geral, o público-alvo é uma parcela abrangente da sociedade para quem você vende seus produtos ou serviços. Já o persona, como falado no tópico acima, é a representação do seu cliente ideal, de forma mais humanizada e mais personalizada.

O público-alvo é um retrato bem mais amplo e geral do que você imagina do seu cliente. Aqui você consegue definir gênero, idade, classe social, escolaridade e profissão, por exemplo.

É um ponto de partida, mas não é suficiente para oferecer, de forma atrativa, um produto ou serviço certeiro para o cliente. Afinal, neste universo tão abrangente, tão genérico, não é possível um discurso ou estratégia de vendas que impacte todos ao mesmo tempo.

Já com o persona desenhado, além de todas as informações listadas acima, você consegue descobrir, por exemplo, características comportamentais, como gostos pessoais, estilo de vida, valores morais, entre outros.

O persona ajuda a marca a compreender melhor quem é o cliente e do que ele precisa.

E a partir daí, as estratégias de comunicação digital se tornam mais precisas.

Para exemplificar, imagine que você tem um e-commerce de eletrônicos, o público-alvo seria:

  • jovens de 15 a 40 anos;
  • classe C, B e A;
  • pessoas que fazem compras pela internet;
  • pessoas que buscam novidades.

Já o persona é o Paulo, 37 anos, administrador de empresas. Mora em São Paulo, capital, tem dois filhos pequenos, prefere fazer compras online e está sempre atento às novidades do mundo tecnológico. Ele dá preferência por marcas famosas do mercado, mas se mostra disposto a conhecer marcas nacionais, desde que demonstrem qualidade. É adepto de causas sociais, em especial no cuidado de animais abandonados.

Viu a diferença? Ela abre um leque de opções de produção e estratégias de entrega de conteúdo!

Agora que você entendeu quem é seu persona, vamos falar um pouco sobre como criá-lo.

Como definir o meu persona?

O persona não é criado por meio de palpites ou suposições. É preciso um estudo, com realização de pesquisas, entrevistas e coleta sistematizada de dados.

Uma forma interessante de conseguir as informações é conversar com os clientes e prospects da sua empresa. Nessa conversa, você pode entender os padrões de comportamento de quem já conhece e consome seus produtos ou serviços.

Pense também em quais perguntas farão parte da pesquisa de campo, pois o nível de engajamento dos entrevistados vai depender do quão relevantes são as perguntas.

Uma ideia é dividir a pesquisa em 3 etapas, com perguntas demográficas e pessoais, de consumo de conteúdo e sobre a visão da empresa.

Na primeira etapa é importante descobrir sobre o cliente ideal:

⦁ Qual seu gênero? Idade? Cidade? Escolaridade?
⦁ Qual é o seu cargo? O que você faz no trabalho?
⦁ Qual é o segmento de sua empresa?
⦁ Qual é o tamanho da empresa?
⦁ Como é sua rotina?
⦁ Quais são suas principais responsabilidades?
⦁ Quais são seus principais objetivos?
⦁ Qual sua trajetória profissional?
⦁ Para você, o que é ser bem-sucedido em seu trabalho?
⦁ Quais são os maiores desafios em seu trabalho?

Já na segunda etapa é preciso entender os hábitos de consumo de conteúdo:

⦁ Em quais redes sociais você está presente?
⦁ Como você aprende novas habilidades e informações para o seu trabalho?
⦁ Quais formatos de conteúdo você gosta e em quais meios?
⦁ Quais assuntos você mais gosta de acompanhar?

E por fim, e não menos importante, qual é a visão que o cliente espera da empresa:

⦁ O que lhe levou a procurar as soluções da empresa x?
⦁ Como a empresa x te ajuda a solucionar seus desafios?
⦁ Qual a maior qualidade da empresa x?

Após a coleta de dados, faça a análise. Cruze todos os dados obtidos para encontrar características comuns, os problemas que precisam ser resolvidos (as dores do seu consumidor) e as soluções esperadas.

Neste ponto você já terá todas as informações para descobrir quem é seu persona.

É importante entender que não existe uma única persona, mas é interessante reduzir ao máximo esse universo. O ideal é ter até três perfis muito bem definidos e traçar as estratégias em cima destas características.

Mas e se eu estou empreendendo agora e não tenho clientes para fazer pesquisa? Neste caso, é ainda mais importante definir o seu persona.

Existem várias outras ferramentas que podem te ajudar a descobrir as informações de maneira estratégica.

Uma análise via Google Analytics pode ser uma boa ideia. O app permite descobrir informações demográficas e de interesse do público que acessa sites similares ao seu. A ferramenta é bem intuitiva e oferece uma gama enorme de opções de busca e análises.

Avalie também quem são os clientes dos concorrentes diretos da sua marca. Você pode entender as palavras-chave mais buscadas por eles e os conteúdos mais lidos nas redes sociais, por exemplo.

Essas informações deixarão o perfil de sua persona ainda mais completo.

Agora que você já sabe o que é o persona e como criar o seu, pode traçar estratégias de Marketing Digital sem achismos e com um resultado muito mais assertivo.

1 comentário em “Saiba o que é persona e porque você precisa criar um para sua empresa”

  1. Pingback: Site de vendas online: a melhor opção para iniciar no empreendedorismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *